quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Homenagem à BOSSA NOVA


A Loteria Federal homenageou o "movimento" que revolucionou a música popular brasileira, aqui e lá fora no final dos anos 50: a bossa nova!

Mas não achei muito conveniente a estampa se referir a esse sub-gênero do samba na série "Ritmos do Brasil". Os bilhetes foram assim emitidos para a extração que ocorreu ontem, 18/08, conforme a imagem aqui mostrada.

A bossa nova não é um "ritmo", assim como o jazz (que a influenciou) também não o é; foram transformações por que passaram a maneira de tocar, as harmonias, as próprias melodias, letras e, claro, também a divisão rítmica.

De qualquer forma, vale o registro.

*****










12 comentários:

pituco disse...

hehehe...é isso mesmo...confusão comum dizer que bn é um ritmo...de qquer maneira, bacanuda homenagem.

fig san,
quem ganhou deve no mínimo passar a curtir bossa nova...bastante, né?

abraçsons

Valéria Martins disse...

Concordo contigo, querido Fig. E a ilustração tampouco é bonita. Mas valeu, né?

Um beijo, bom fim de semana!

Anônimo disse...

I like use viagra, but this no good in my life, so viagra no good.

figbatera disse...

Pois é, amigos, e esse bilhete que eu comprei nem foi premiado...

Érico Cordeiro disse...

Valeu a homenagem, mas eu preferia que você tivesse ganho os 250 mil, meu amigo Fig :)

figbatera disse...

Obrigado, amigo Érico, eu bem que tentei, mas não ainda desta vez...rs

figbatera disse...

Corrigindo: "não foi ainda desta vez"

John Lester disse...

Velho mestre, obrigado pelo apoio ao nosso Jazzseen.

Quanto à coisa do ritmo, mesmo sendo um mero músico amador, acredito que muito do que caracteriza um 'estilo' é extamente O RITMO.

Afinal, como distinguir se uma melodia está sendo interpretada em jazz, bossa nova ou valsa? Creio que é mediante o ritmo.

Um excelente tema a ser levado ao Jazzseen.

Grande abraço, JL.

figbatera disse...

Salve, Lester, grato pela visita.
E as "obras" do Jazzseen vão demorar muito?

Em relação ao tema da postagem, creio que seria mesmo um ótimo debate a ser levantado.
Eu já acho que é o "modo de tocar" o que mais caracteriza o que é ou não jazz ou bossa nova; a "divisão ritmica" pode estar em compassos diversos, como 2/4, 3/4, 4/4, 5/4, 6/8, 7/4 ou qualquer outro, como é o caso de várias composições conhecidas - não importando se é samba-canção, valsa ou samba, blues, rock ou funk - tocadas em estilos diferentes.
Assim eu sinto.
Abração!

Caio Garrido disse...

fala fig batera.... bacana o blog! cheguei aqui atraves do blog do erico....
depois dá uma passada la nno meu se puder... abrs!

www.musicocontemporaneo.blogspot.com

John Lester disse...

Prezado Mr. Fig, tentarei abordar o assunto lá no Jazzseen. Afinal, ritmo é tudo, ou quase tudo.

Grande abraço, JL.

Anônimo disse...

http://site.ru - [url=http://site.ru]site[/url] site
site