domingo, 21 de março de 2010

Música no Rio

Como prometido, trago as notícias de minha recente viagem ao Rio; um pequeno passeio pra matar a saudade da cidade e dos meus amigos músicos.

Cheguei lá na quarta-feira, dia 10, mas um compromisso social com parentes me impediu de naquele mesmo dia começar minha maratona musical.

Mas na quinta, 11, tinha um bom programa da Lapa (sempre tem) e fui ao SANTO SCENARIUM ouvir o quarteto liderado por Paschoal Meirelles, numa aprresentação dedicado ao chorinho brasileiro. Estavam no palco com ele o Osmar Milito (piano), Sergio Barrozo (baixo) e Daniel Garcia (sax-tenor).
Pela qualidade dos músicos, nem é preciso dizer que foi mesmo muito bom; o local, pra quem ainda não conhece, parece mais uma igreja, tantos são os oratórios, imagens e fotos de santos. Interessante. E a música é, também, uma forma de oração.



A sexta-feira é dia de bossa-nova no Allegro Bistrô e, após uma longa caminhada pela manhã pela orla (do Leme ao Pontal) e uma boa soneca à tarde, fui me deliciar com o som gostoso do quarteto formado por Fernando Merlino (piano), Tino Jr. (sax-tenor), Rômulo Gomes (voz e baixo) e Ricardo Costa (bateria e voz).


Obs.: O Merlino não "coube" na foto.

Sábado, a partir de meio-dia, começa de novo o som no Allegro e lá estavam pra nosso deleite o Kiko Continentino (piano), Jefferson Lescowich (baixo) e o genial Neguinho (bateria e trompete) apresentando um som de primeira qualidade, como sempre.



Pra encerrar a minha curta mas proveitosa temporada no Rio, fui à noite ao TribOz, simpática casa da Lapa que tem uma programação musical maravilhosa, principalmente voltada ao jazz.
Naquela noite assisti a um show do trio liderado por CLIFF KORMAN, pianista novaiorquino, compositor, grande pesquisador e admirador da música brasileira, acompanhado por Jefferson Lescowich (baixo) e Pascoal Meirelles (bateria), que nos proporcionaram momentos de puro deleite, com novos arranjos e interpretações de belos temas da música brasileira e internacional.


Pascoal, eu e Jefferson

Depois de sete meses distante daquele ambiente, foi grande a minha alegria em voltar a ver/ouvir aqueles grandes instrumentistas e suas magníficas performances pelas tardes e noites da cidade maravilhosa.

*****

11 comentários:

Fernando Pereira disse...

Obrigado, Olney.

É tão bom ver o Rio respirando Cultura, Música e Vida...

Obrigado mesmo.

Fernando.

a n d r e a disse...

Uau Fig, como sempre programação de prima!!

Érico Cordeiro disse...

É isso aí, Mestre Fig.
Uma programação de primeiríssima - times e mais times de grandes craques!
Que as próximas viagens ao Rio sejam feitas em breve!
Grande abraço!

LUCIANO Casado Silva - Maceió disse...

Valeu companheiro!
Adorei as informações musicais em sua passagem pelo o Rio de Janeiro ,só fez me deixar com água na boca.
Se Deus quiser estarei passando por aí em Junho.
Deixo o meu abrço do fundo do meu coração.
Fica com Deus.

Luciano Casado.

figbatera disse...

Obrigado, gente, espero voltar lá em breve...
Abraço a todos!

pituco disse...

grande mr.fig,

rio com tour musical dessa qualidade...bacanudo pacas...rolaram canjas?

abraçsons

figbatera disse...

O único "senão" desta vez foi a falta de oportunidade de "canjas"; com exceção do Allegro, os outros eram shows "ensaiados" que não davam essa chance.
Acho tb que meu longo afastamento do meio musical do Rio me deixou meio desentrosado do pessoal...
Mas espero recuperar meu entrosamento da próxima vez!
Abraço!

blog disse...

Fantástico, Olney. Uma subida aos céus da música. Faltou uma chegada ao aconchego da Modern Sound, ou o espaço não existe mais?

Abraço

Grijó

figbatera disse...

Caro prof. Grijó, o Allegro é o Bistrô "dentro" da Modern Sound, local realmente aconchegante, imprescindível.
Obrigado e abração!

Valéria Martins disse...

Querido Fig, dia 10 eu ainda estava viajando, por isso vc está desculpado... Vc disse que avisaria quando viesse ao Rio!

Essa casa TribOZ é tudo de bom, né? Ainda não descobriram, vamos aproveitar enquanto dá para ir por bom preço e com o clima descontraído. Beijos, querido Fig

figbatera disse...

Desculpe, amiga, me esqueci mesmo; a gente tem que fazer tanta coisa em pouco tempo e algumas ficam prejudicadas. Mas outras oportunidades virão.
A TribOz é uma delícia mesmo; a programação é sempre primorosa!
Além da simpatia dos donos.
Abração!